André Fraga cobra explicações por ação da PM no Parque São Bartolomeu

Compartilhar

Uma cena chocante de um policial militar pisoteado e matando com resquícios de crueldade um passarinho no Parque São Bartolomeu, em Pirajá, revoltou moradores da região e ativistas ambientais. O caso aconteceu nesta terça-feira (12), após um morador ter sido abordado pelo policial por manter o passarinho preso na gaiola. Nos vídeos e áudios que circulam nas redes sociais, o morador relata que após a gaiola ser apreendida, ao invés de soltar o animal na natureza, o agente de segurança optou por matá-lo.

“Eu mandei o policial soltar o passarinho e ele pegou e pisou com tudo. Não deixei ele tocar no meu celular e consegui filmar”, contou o rapaz, que prefere não ser identificado e enviou o vídeo para ativistas ambientais da região, que pediram ajuda do gabinete do vereador André Fraga (PV) para que o Estado apure o episódio.

“Eu também não concordo com a prática de prender passarinhos em gaiolas. Muitas vezes eu abordo, converso, dialogo e eles soltam os animais. Inclusive, até os próprios policiais quando abordam soltam os passarinhos e apreendem as gaiolas. Mas, infelizmente, ontem esse servidor teve essa atitude grotesca”, lamenta um ambientalista, que também preferiu não se identificar com medo de represálias.

O vereador André Fraga já enviou um ofício para a Polícia Militar da Bahia (PM-BA) cobrando uma resposta e apuração do caso. “No vídeo, vemos um servidor público estadual cometendo um crime ambiental num parque público estadual que, por sinal, vive abandonado pelo Governo do Estado. Queremos respostas do Governo do Estado e da Polícia Militar!”, exige Fraga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu